MM.SOREN

Consulting Group

10 Motivos para o Empresário  Franquear o seu Negócio

Diferença entre Filial Tradicional x Unidade Franqueada

1. Capitalização Financeira

Você tem um negócio rentável e está pensando em expandir, mas faltam recursos financeiros? Regra geral, a franqueadora fica com 30% do valor de venda de cada unidade franqueada, correspondente à taxa de franquia. Ou seja, se cada unidade franqueada for vendida por R$ 120.000,00, a franqueadora ficará com R$ 40.000,00. Vendendo apenas 10 unidades franqueadas do seu negócio, você ganha R$ 400.000,00. Lembrando que esse valor deve ser pago de forma imediata, logo na assinatura do contrato, pelo investidor interessado em sua unidade franqueada.

 

2. Lucro por Cada Unidade Franqueada

A partir do momento que as unidades franqueadas estiverem em funcionamento, o franqueador terá entrada de receita constante por cada unidade franqueada, correspondente aos royalties. Com apenas 10 unidades franqueadas do seu negócio, e cobrando R$ 3.000,00 por cada uma delas, você possuirá uma receita constante mensal de R$ 30.000,00.

 

3. PREJUÍZO ZERO

O risco para a franqueadora é zero, pois em caso de prejuízo a responsabilidade é toda da unidade franqueada.

 

4. Evitar Investimento com Estrutura e Produto

Diferentemente de quando um empresário vai montar uma filial tradicional do seu negócio, onde deverá investir na estrutura e no estoque inicial, com a unidade franqueada os recursos financeiros necessários para montar a estrutura (a loja) e do estoque inicial para venda é toda do investidor interessado na sua unidade franqueada.

 

5. Mudança no Foco das Vendas
O franqueador, que anteriormente era uma empresa que vendia apenas no varejo para pessoas físicas, agora vende para as diversas unidades franqueadas da sua marca (ou seja, para pessoas jurídicas), por atacado.

 

6. Responsabilidades são do Franqueado

A franqueadora possuirá unidades franqueadas tal como “filiais”, porém sem nenhuma responsabilidade legal, trabalhista, financeira ou operacional. Toda a responsabilidade é da unidade franqueada.

 

7. Trabalho é do Franqueado

Enquanto que em uma filial tradicional o proprietário tem que estar à frente de tudo, principalmente nos processos operacionais e financeiros, em cada unidade franqueada existe um dono, um responsável por todos os processos (operacional, financeiro, recursos humanos, jurídico, marketing, etc.).

 

8. Foco ESTRATÉGICO e na Criação e Desenvolvimento de Novos Produtos / Serviços

Com a franqueadora saindo do papel operacional, ou “tirando a barriga do balcão”, torna-se mais estratégica e inicia o processo de pensar em como aumentar o faturamento das suas unidades franqueadas, seja com a criação e desenvolvimento de novos produtos / serviços, seja melhorando os processos de treinamento e assimilação, etc.

 

9. Alta Motivação das Unidades Franqueadas

Diferentemente de quando é montada uma filial tradicional, onde o proprietário da matriz é também proprietário da filial, não existindo tantas novidades no processo, mas apenas maiores responsabilidades, ao se vender uma unidade fraqueada o novo proprietário desta assume um projeto de vida, com grande motivação, vontade de vencer e muita disposição para crescer.

 

Observe, abaixo, a diferença para o empresário entre abrir uma “Filial Tradicional” e uma “Unidade Franqueada”:

Em uma simulação com 10 e 100 “Filiais Tradicionais” X “Unidades Franqueadas”, com a abertura de Filiais Tradicionais o empresário terá uma despesa de R$ 1.200.00,00 e R$ 12.000.000,00 para abrir 10 e 100 filiais tradicionais, respectivamente, além da multiplicação de trabalho, responsabilidades e possibilidade de prejuízos, enquanto o mesmo empresário, vendendo Unidades Franqueadas, poderá ter lucro líquido de R$ 430.000,00 e R$ 4.300.000,00 na venda de 10 e 100 unidades franqueadas, respectivamente, sem nenhuma despesa, não aumentando sua quantidade de trabalho e responsabilidades, e continuando sem risco de prejuízo.

Em todos os cenários e simulações, as Filiais Tradicionais possuem sempre resultado financeiro negativo em função dos investimentos necessários, contrariamente ao modelo de Unidades Franqueadas, com resultado financeiro sempre positivo, alto e crescente.

 

10º MOTIVO

10. Vendedores Externos Franqueados

Todos os seus vendedores externos contratados podem se tornar franqueados de sua empresa. Com essa mudança, sua empresa cessa o pagamento de salários + impostos + alimentação + transporte; ao invés disso, recebe TAXA DE FRANQUIA e ROYALTIES MENSAIS. Grandes empresas já fazem isso no Brasil. Vejo várias empresas com vontade de ter 1 ou 2 vendedores externos, mas não tem condições para investir. Agora qualquer empresa, de qualquer porte, pode ter vários vendedores externos! Observação: Esta estratégia não pode ser usado para vendedores internos.

--

Motivos para Não Franquear o Negócio:

  1. Se livrar de prejuízo.

  2. Se o dono do negócio for centralizador.

 

A Unidade-Piloto:

  1. Ideal possuir no mínimo 1 ano de funcionamento.

  2. Unidade-Piloto com sucesso não significa franquia com sucesso.

 

* O franqueador deve mostrar ao franqueado os desafios do negócio.

* Para se tornar franqueador, o "business core" da empresa pode ser alterado para que gere lucro; não é imutável.

© 2014 MM.SOREN | Consulting Group

Por Up Side Brasil